Ex-Coritiba foi recebido no Manchester City com 'resenha' de brasileiros e elogio de Guardiola

yan 030119bAtualmente emprestado ao Girona, que disputa a segunda divisão espanhola, Yan Couto foi contratado pelo Manchester City em março de 2020, após se destacar nas categorias de base do Coritiba e da seleção brasileira.

Após ser cobiçado por Bayern de Munique e Barcelona, o lateral foi para a Inglaterra para assinar contrato e conheceu o treinador Pep Guardiola, além dos brasileiros Ederson, Fernandinho e Gabriel Jesus. Além da boa recepção, ele ainda ouviu brincadeiras e também elogios do seu futuro comandante.

"O Guardiola me deu boas vindas e ficou feliz por ter escolhido o City. Eles sabia do interesse outros clubes. Disse que sou uma grade promessa e para trabalhar porque logo mais estaria treinando com ele e foi uma ótima escolha. Me desejou toda a sorte do mundo e disse que meu inglês tinha que ser melhor do que o do Gabriel Jesus quando chegou. Ele estava ao nosso lado e foi bem engraçado. Foi uma conversa rápida depois de um treino", contou o jovem, ao ESPN.com.br.

"Durante a semana tomei um café com os brasileiros e jantei com o Fernandinho. Foi muito legal a recepção deles e são grandes jogadores e grandes pessoas. O Fernandinho sempre troca mensagem comigo, é um amigo e um exemplo. Minha família gostou muito dele. Não vou ter a sorte de jogar com ele, mas foi muito bom ter sido recebido por ele. Dá para ver que é um grande jogador dentro e fora de campo, é especial", disse.

"Por conta da COVID não consegui fazer a pré-temporada com o clube nem viajar, então eles resolveram me emprestar ao Girona [da segunda divisão da Espanha]. A pandemia atrapalhou muita coisa".

Yan tem aprendido a se adaptar ao futebol europeu no clube que costuma receber vários atletas do City.

"A segunda divisão espanhola é forte. É um futebol de qualidade e com um campeonato bem difícil de se disputar. Começamos a embalar agora com a chegada de jogadores. Eu conhecia alguns do City e estou muito feliz de poder retomar a forma física porque causa da pandemia. Estou me adaptando à cidade, arrumando a casa e um carro. A língua está tranquila e estou pegando ritmo de jogo para me adaptar e fazer uma sequência de jogos muito boa".

"Eu quero fazer uma sequência de jogos muito boa e subir de divisão com o Girona. Na próxima temporada vamos ver se ainda vou ficar aqui ou vou voltar ao City. Vai depender da minha performance. Estou com muito otimismo para fazer grandes jogos e voltar a Manchester e ajudar meu o clube, que é o City".

Apesar do pouco tempo na Espanha, o brasileiro pode terminar a temporada na Inglaterra.

"Eu tenho passaporte português e não entro em cota de estrangeiros. Se o João Cancelo for vendido [pelo City] tem a chance de voltar ao Manchester em janeiro. Mas é uma coisa que não dá para saber e não depende de mim. Mas se precisar, posso voltar tranquilamente", contou.

Depois de fazer sucesso no Mundial sub-17, Yan sonha em um dia alçar voos maiores na carreira.

"A seleção é uma coisa que está sempre presente. Foi algo que me fez chegar à Europa. Meus planos são jogar o Sul-Americano e o Mundial sub 20, em 2021. A Olímpiada ainda está cedo e na próxima [em 2016] ainda estarei com idade [até 23 anos]. Quero um dia ser convocado para a seleção principal e quem sabe jogar a Copa do Mundo de 2026".

espn.com.br