Ex-Inter é o mais rápido de clube alemão e torce por título à distância

iago 280121Iago deixou o Internacional em junho de 2019, mas ainda carrega laços com o clube. Sempre que pode, o lateral esquerdo de 23 anos conversa com jogadores do elenco atual e garante que acompanha todos os jogos, torcendo pelo título do Brasileirão direto da Alemanha, onde atua pelo Augsburg.

 

Em campo, o jogador mantém as características que tinha em Porto Alegre. Muito rápido e privilegiado na questão física, Iago é o atleta mais veloz de seu time, atingindo 34,54 km/h. Além disso, é o segundo jogador com maior número de sprints da equipe, segundo estatísticas da Bundesliga consultadas pelo UOL Esporte no WyScout, plataforma especializada em informação sobre futebol.

"Está sendo um período muito bom, de muito crescimento profissional, estou muito feliz com a titularidade. Fico feliz com a sequência que tenho tido no Augsburg dentro da Bundesliga, é uma liga muito competitiva e de alto nível. Nesta temporada, pude assumir a titularidade e sinto que venho crescendo, evoluindo a cada jogo. A minha primeira temporada me ajudou bastante para ir me adaptando aos meus companheiros e ao estilo de jogo do futebol alemão. Este período aqui na Alemanha está sendo muito bom para mim, estou muito feliz aqui e crescendo como atleta e como pessoa também", disse em entrevista ao UOL Esporte.

O brasileiro ainda tem média de sete bolas recuperadas por jogo, vence 60% dos duelos defensivos, 67% das divididas, tem quase 80% de precisão de passe e 78% de ações bem-sucedidas no jogo. Tudo reflexo de treino no clube, e também preparação pessoal.

"Além de todo preparo físico e da estrutura dentro do clube, que é excelente, de primeiro mundo, tenho acompanhamento à parte com um preparador físico e uma nutricionista. Foram opções que, pessoalmente, eu quis ter pra mim, para que eu pudesse evoluir ainda mais. Acho que esses cuidados extracampo são muito importantes na vida de um jogador. Todo esse trabalho, aliado ao nosso dia a dia com o estafe do clube, traz resultado. Acho que dentro de campo eu tenho conseguido corresponder bem, mas quero sempre mais, procuro melhorar em todos os aspectos a cada jogo e a cada treino", contou.

A adaptação contou com auxílio de um suíço e um equatoriano. No espanhol, Iago conseguiu se virar melhor que no alemão, logo de cara. Mas hoje, um ano e meio depois, garante que até algumas palavras no idioma local já saem.

"Já estou adaptado à cidade, ao país e, principalmente, ao clube. Hoje consigo arranhar algumas palavras sim, me viro bem aqui. Inicialmente, tive algumas dificuldades em relação à comunicação, mas todos sempre me acolherem bem, desde o primeiro dia. E os que mais tenho contato são Carlos Gruezo e Ruben Vargas. O Gruezo é equatoriano e o Vargas é suíço, os dois falam espanhol e isso facilita na comunicação. Mas, com falei, todo mundo me recebeu bem, minha relação e o clima com os companheiros são muito bons", completou.

De olho no Inter à distância

Iago jogou 80 partidas pelo time principal do Inter entre 2017 e 2019. Egresso da base, manteve relações fortes com o clube, acompanha e torce mesmo à distância.

"Eu assisto todos os jogos, torço muito pelo clube. Hoje, como um grande torcedor, estou muito feliz pela campanha que o Inter vem fazendo. Eu mantenho contato com eles [antigos colegas], sim, sempre que possível converso com alguns", disse.

Mas a realidade é a Alemanha, ainda que na última janela de transferências o Milan tenha surgido como interessado no seu futebol. As diferenças para o futebol brasileiro, o ambiente na Europa, tudo serve de aprendizado para o futuro de mais um atleta egresso do 'Celeiro de Ases', como é chamada a base do Colorado.

"A principal diferença pra mim é a intensidade dos jogos, e aqui as equipes são um pouco mais compactas que no Brasil. Isso tudo tem bastante diferença em relação ao futebol brasileiro, e acho que isso também me fez crescer bastante dentro de campo. Buscar e absorver mais aprendizados nos treinos, nos jogos e no meu dia a dia com outros estilos de jogo e com as características da liga. A Bundesliga é um campeonato de alto nível, é um campeonato difícil de disputar e todo jogador que chega aqui vai aprender e crescer bastante", contou.

São 25 jogos com dois gols pelo Augsburg até agora. Nesta temporada, ele participou de 13 dos 18 jogos do time na Bundesliga. A equipe ocupa o 12º lugar na classificação.

Fonte:UOL