Mariano reencontra Tombense e destaca importância da final para o Atlético-MG: "Título é título"

mariano 250820Lateral esteve vinculado à equipe de Tombos por muito anos, sendo emprestado para o Atlético (inclusive) em 2008; final do Campeonato Mineiro entre Galo e Tombense começa nesta quarta

O Campeonato Mineiro 2020 terá uma final inédita e um jogador especificamente conecta Tombense e Atlético-MG no encontro com primeiro capítulo marcado para esta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Mineirão. O lateral Mariano, de volta ao Galo, irá reencontrar o clube com quem esteve ligado contratualmente durante os primeiros anos da carreira.

Revelado pelo Guarani, Mariano pertenceu ao Tombense quando foi emprestado ao Ipatinga, Cruzeiro e ao Atlético, na primeira passagem. Doze anos depois, ele volta a vestir ao camisa alvinegra para tentar conquistar o troféu estadual. Ainda que o foco do Galo seja o Brasileirão, a possibilidade de título é encarada da forma mais séria possível.

"Título é título, independentemente de qual campeonato você está disputando"

- É um jogo importantíssimo, é uma final de campeonato e vamos buscar esse título aí, vamos fazer o nosso trabalho no dia a dia antes desse jogo e vamos nos preparar para essa final e espero que tudo ocorra bem até esse dia, esse momento especial - afirmou Mariano.

Após quase 10 anos na Europa, Mariano deixou o Galatasaray e assinou com o Atlético. Fez a primeira partida como titular no último sábado, diante do Internacional. A expectativa é que ele siga no lugar de Guga, sendo dono da ala/lateral direita. Isso a depender da vontade e planejamento de Sampaoli.

 

- Esse é o estilo dele, a gente sabe o estilo de jogo do Sampaoli, ele já está aqui (no Brasil) no seu segundo ano, o trabalho no Santos foi assim também, ele mudava muito o estilo de jogo, mudava muito algumas peças também, então para mim não está sendo algo diferente porque no Sevilla ele também trabalhava dessa maneira mudava bastante esquema tático, algumas peças também - afirmou o velho conhecido do treinador argentino.

Mariano deixou de ter ligação com o Tombense em 2010, quando foi vendido em definitivo ao Fluminense. Do Tricolor, foi negociado ao Bordeaux. Da França, foi para o Sevilla e trabalhou com Sampaoli em 2017. Depois, firmou contrato com o Galatasaray da Turquia, até retornar ao Atlético este mês.

fonte: globoesporte.globo.com